NEWS

 

LOMBALGIA

2931.jpg

A dor lombar (lombalgia) se tornou uma das principais razões de custo para os sistemas de saúde pública com consequências dramáticas para a qualidade de vida dos pacientes afetados.

De uma maneira geral, múltiplos fatores predispõem o indivíduo a desenvolver lombalgia como alterações dos padrões de atividade muscular, reduções da força muscular e do controle neuromuscular prejudicado da estabilidade da coluna. Além disso, o estado emocional ou contexto social em que o indivíduo se encontra, também desempenham um papel importante relacionado a evolução da lombalgia. 

Exercício físico como intervenção para melhorar a força muscular e coordenação neuromuscular tem sido aceito como um dos braços de tratamento eficaz para prevenir e reduzir a lombalgia na população em geral.

Um estudo recente investigou atletas e não atletas e concluíram que ambos os grupos desenvolveram mecanismos semelhantes para proteção da coluna. Apesar do alto nível de treinamento em atletas, foi encontrado alterações dos músculos extensores da coluna e estratégias para garantir estabilidade de tronco pós perturbações súbitas são similares para ambos os grupos com dor. 

 

Referência: Moreno Catalá M, Schroll A, Laube G, Arampatzis A. Muscle Strength and Neuromuscular Control in Low-Back Pain: Elite Athletes Versus General Population. Front Neurosci. 2018 Jul 3;12:436.

 

Você conhece alguém que usa celular assim?

3524A.jpg

O uso intensivo de dispositivos eletrônicos como celulares, tablets, laptops está associado a queixas dolorosas que podem afetar a sua saúde!!!  Dores na região do pescoço, ombros, dedos da mão, principalmente o dedão, são os relatos mais comuns. Cerca de 71% das pessoas que utilizam muito o celular apresentam dor na região do pescoço. Você se encaixa nesse perfil?

 

Alguns fatores de risco estão atribuídos a essas dores como:

  • Postura: o fato de sustentar pescoço olhando para o celular, ou seja, direcionando o pescoço para baixo, faz com que o indivíduo solicite exageradamente a musculatura dessa região, aumentando as chances de dor.

  • Tempo e frequência de uso dos dispositivos: há associação entre o tempo de uso dos aparelhos com dores musculares em região do pescoço, ombros e lombar.

A frequência que você usa o celular para telefonemas, enviar mensagens e jogos, também estão associados a dores músculo-esqueléticas.

  • Sustentação: movimentos repetitivos com os dedos e segurar o dispositivo por muito tempo (para isso é necessário usar músculos), também é risco para desenvolver dor cervical, ombros, punho e antebraço e dedão.

 

Será que você se enquadra em um dos fatores de risco? Então algumas dicas breves podem te ajudar:

  • Realizar pausas durante um período longo de utilização do dispositivo móvel,

  • Mexer as articulações envolvidas como pescoço, ombros, cotovelos e punhos,

  • Posicionar - se adequadamente no assento do escritório ou sofá ou na sala de aula,

  • Posicionar seu laptop, celular ou tablet da melhor maneira para a diminuir o esforço muscular da mão ou pescoço,

  • Sabia que existe whatsapp web? Você pode usar o seu computador para enviar mensagens, assim evita segurar o celular por um tempo ou realizar movimentos muito repetitivos com o dedão. Pq nao utilizá-lo como uma forma de prevenção?

 

Referência: Xie Y, Szeto G, Dai J. Prevalence and risk factors associated with musculoskeletal complaints among users of mobile handheld devices: A systematic review. Appl Ergon. 2017 Mar;59(Pt A):132-142.


 

Janini Chen

Fisioterapeuta

Clinica Janini Chen